Aberta consulta pública sobre avaliação da exposição a campos elétricos, magnéticos e eletromagnéticos em estações de radiocomunicações

Aberta consulta pública sobre avaliação da exposição a campos elétricos, magnéticos e eletromagnéticos em estações de radiocomunicações

A ANATEL abriu ontem a Consulta Pública n.14, “Proposta de Regulamento sobre a Avaliação da Exposição Humana a Campos Elétricos, Magnéticos e Eletromagnéticos Associados à Operação de Estações Transmissoras de Radiocomunicação”.

Em estudo desde 2010, a proposta revisará a Resolução 303/2002 para adequá-la em relação a Lei n.11.934/2009, que dispõe sobre os limites à exposição humana a campos elétricos, magnéticos e eletromagnéticos.

A área técnica da ANATEL manteve as condições para isenções na elaboração de relatórios de conformidade, tal como existentes na Resolução n.303/2002, inclusive para estações radioamadoras desde que as distâncias mínimas entre as antenas e os locais de livre acesso à população sejam maiores do que as previstas nas fórmulas elencadas na norma.

As fórmulas na consulta pública apresentam algumas diferenças em relação a Resolução 303, merecendo avaliação das distâncias frente aos novos cálculos, especialmente se a proposta for referendada.

A consulta foi prorrogada até 15 de agosto de 2016. Informações no próprio site da Anatel em http://www.anatel.gov.br

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O campo marcado com asterisco vermelho, é de preenchimento obrigatório. "palavras ofensivas ou de baixo calão não serão publicadas"

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deseja associar-se? procure a LABRE do seu Estado e se necessário entre em contato com secretaria@labre.org.br. Agradecemos seu interesse em apoiar as ações da LABRE, em benefício de todos nós. Lembramos que o interessado pode associar-se a LABRE de qualquer Estado, nos termos do Art. 35 do Estatuto da LABRE

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.