LABRE lança oficialmente sua OUVIDORIA

LABRE lança oficialmente sua OUVIDORIA

Após planejamento e discussões internas, a LABRE lança oficialmente o serviço de Ouvidoria Nacional, disponível para denúncias, elogios, reclamações ou sugestões. As mensagens encaminhadas à Ouvidoria Nacional podem ser referentes e/ou destinadas tanto às estaduais da LABRE quanto à Administração Nacional, que tomará as ações cabíveis caso a caso. O serviço está disponível a nível nacional para qualquer pessoa interessada.

Para acessar a Ouvidoria Nacional, acesse

LABRE.ORG.BR/OUVIDORIA

Este é mais um serviço oferecido pela LABRE em prol do Radioamadorismo Brasileiro.

Vem aí o CVA 2021, e com novidades

Vem aí o CVA 2021, e com novidades

O Concurso Verde e Amarelo ou CVA, é o mais tradicional concurso de radioamadorismo do Brasil. Criado há mais de 50 anos, é uma das mais importantes e aguardadas atividades do radioamadorismo brasileiro. Este ano, acontecerá a 62ª edição do concurso, o que demonstra a sua tradição e demonstração de proficiência ao longo de todos esses anos. O CVA DX Conteste é sempre realizado no terceiro final de semana de agosto na modalidade CW e no quarto final de semana de Agosto na modalidade SSB.

O Regulamento do Concurso Verde e Amarelo 2021 já foi publicado e tem boas surpresas para o concurso deste ano. Como principal novidade, o concurso trará a estreia da banda dos 160 metros. Assim, além do Concurso Batalha Naval do Riachuelo, o mais tradicional concurso brasileiro também inaugura mais uma banda para alegria dos radioamadores brasileiros, que movimentaram no último fim de semana a chamada “Top Band” dentro do CNBR.

E não fica só nisso. Este ano também contará com a estreia de uma nova categoria chamada “Operador Único – Tri-Banda: 10m, 80m e 160m”, dentro da qual há as subcategorias LP (até 100W) e HP (acima de 100W e até 1500W). Esta nova categoria facilitará e estimulará a participação dos colegas classe C, e cada classe poderá concorrer em igualdade de condições, de acordo com a potência.

Além do acréscimo de mais uma categoria e dos 160m, há algo bem mais interessante para os que querem concorrer às primeiras posições nas diversas categorias. Pelo item Nº 5 do regulamento, cada UF corresponde a um multiplicador para cada banda contactada. Com a adição dos 160 metros, isto acrescenta mais 27 possíveis multiplicadores – 26 estados + DF.

O CVA 2021 começa na modalidade CW no sábado dia 21/08 às 21h UTC (18h Brasília) e vai até o domingo dia 22/08 também às 21h UTC (18h Brasília). Em seguida, a festa em SSB começa no fim de semana seguinte, seguindo o mesmo QTR. Podem participar quaisquer radioamadores brasileiros ou estrangeiros nas bandas de 160m, 80m, 40, 20m, 15m, e 10m, respeitando obviamente as restrições de bandas e modos para cada classe, A, B ou C.

Para conhecer o regulamento na íntegra, acesse http://cvadx.org/regulamento/

 

SOBRE O CVA

 

O CVA foi incorporado às comemorações da Semana do Soldado por um Aviso Ministerial em 16 de junho de 1972, e tem como objetivos promover o congraçamento entre radioamadores e agremiações radioamadorísticas – civis e militares de todo o mundo – e entrosar radioamadores nas atividades comemorativas da Semana do Soldado, divulgando os eventos referentes ao dia 25 de agosto e a imagem do Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro.

O Exército Brasileiro através da Escola de Comunicações incentiva a prática do radioamadorismo e vê a importância do radioamadorismo no desenvolvimento do país. E ao longo de mais de meio século de contestes, demonstra o carinho e entusiasmo que o Brasil tem com o CVA. Antes restrito a estações brasileiras, a partir de 2011 o CVA abriu as portas para as estações estrangeiras e desde então o CVA DX vem alcançando espaço no cenário internacional, mostrando ao Brasil e ao mundo a força do radioamadorismo em nosso país.

Fonte: http://www.cvadx.org/

O DIGITAL VOICE e o SOTA

O DIGITAL VOICE e o SOTA

Por Fabio Poli, PY2LY

Tivemos uma matéria sobre o DX em VHF e UHF operando Digital Voice no QTC 05/2021, esclarecendo aberturas de propagação por inversão térmica comuns nessa época do ano para aproveitar DX em DV.

Tivemos também uma matéria sobre Repetidores no QTC anterior, explicando um pouco das diferenças entre um sistema analógico e em Digital Voice, começando pelo áudio convertido logo na entrada de áudio do rádio e transmitido em FSK, mas ambos usando plataforma de rádio em FM de VHF e UHF, sendo um equipamento de rádio como qualquer outro, assim como temos AM, FM, SSB, e outras modulações de áudio.

Aproveitando essas informações e dicas, que tal aproveitar as operações do SOTA para fazer contatos em Digital Voice de rádio para rádio e quem sabe, alguns DX? Não se limitando apenas a um modo digital, hoje há vários radioamadores com equipamentos de DSTAR, YAESU FUSION e DMR.

No DMR a dica é usar as frequências de 145.510, 145.790 e 433.450 para chamados simplex, Color Code 1, Slot2 e TG99 que tem sido o padrão usado por alguns países. Aos demais modos o Ativador poderá divulgar previamente, lembrando que o canal de chamado FM 146.520 não pode ser usado em DV pelo Ato 9106/18 da ANATEL.

AFINAL O QUE É O SOTA?

O SOTA, Summits On The Air, em Português significa MONTANHAS NO AR sendo uma modalidade mundial do radioamadorismo tão peculiar que fica mais fácil explicar o que não é, já que mistura Aventura, Montanhismo, Acampamento, Natureza, contatos em todas as bandas e modos, operação portátil em topo de montanhas, suas particularidades e dificuldades, implicando tudo nas pontuações aos operadores do SOTA e aos demais que os contatarem ou receber suas transmissões. As operações ocorrem em montanhas previamente cadastradas.

Essa modalidade foi planejada para viabilizar a participação de todos, sejam os Ativadores nas montanhas, Caçadores de contato ou Radioescuta, tendo diplomas e troféus para os participantes que atingirem feitos pré-determinados sendo um bom desafio. Os Ativadores planejam suas ativações e divulgam previamente para fechar os contatos, nisso poderão operar em DV divulgando os detalhes e aproveitando esses modos pouco explorados no simples ou DX.

Para quem gosta de Montanhismo e radioamadorismo ou apenas quer conhecer mais dessa “aventura”, poderão consultar o site http://sotabrasil.com.br/ e assistir a um vídeo divulgado pela TV LABRE SP onde o Douglas PY1II fez uma palestra empolgante e interessante, valendo a pena assistir não vendo o tempo passar, para conhecer ou quem sabe se animar a participar.

https://www.youtube.com/watch?v=MV1OcMkskaU

Aos ativadores, fica a nossa dica de levar equipamentos de DV e fazer história nessas modalidades que vieram a agregar ao radioamadorismo de diversas formas. Aos Caçadores de QSO, que tal ligar seus equipamentos nas antenas externas para conseguir contatos simplex e DX como pioneiros?

Agradeço ao Edson Pegoraro PU2POW pela sugestão do tema.

Ficam as dicas e um forte 73 a todos, bons QSOs.

Fabio Poli, PY2LY

Coordenação Nacional em Digital Voice.

LABRE reuniu-se novamente com a ANATEL sobre a aplicação das provas online

LABRE reuniu-se novamente com a ANATEL sobre a aplicação das provas online

A LABRE reuniu-se novamente com a ANATEL em 02/07/2021 para discutir questões relativas às provas online. Foram apresentados os números colhidos pela LABRE por meio da Pesquisa Online a respeito da demanda pelas provas a nível nacional, organizados por estado e por classe pretendida. A ANATEL irá, com base nesses números, realizar ações para tentar diminuir o déficit de exames.

A LABRE sugeriu que fosse criado um cadastro prévio para facilitar o acesso dos interessados e organizar melhor a oferta e a demanda pelas vagas, de forma que cada pessoa se inscrevesse neste cadastro e a ANATEL fosse direcionando as vagas ofertadas aos cadastrados, de forma cronológica, já que hoje em dia não há uma forma acessível nem de consulta nem de inscrição para o preenchimento dessas vagas, devendo os interessados realizar inúmeras tentativas acessando o sistema SEC e realizando a consulta manualmente estado a estado.

A ANATEL acolheu as sugestões da LABRE e irá realizar consultas internas para a possível criação deste cadastro prévio, possivelmente já em Agosto, dentro de suas condições operacionais. A LABRE ofereceu-se para prestar qualquer auxílio neste sentido, já que na pesquisa realizada dispomos do contato por email de centenas de interessados em realizar os exames. A LABRE novamente apresentou à ANATEL a questão da dificuldade no pós prova, especificamente para a realização do licenciamento de estação, que tem se revelado o principal problema para os candidatos, especialmente para o ingresso de novos radioamadores no nosso Serviço.

Uma nova reunião para continuar as discussões sobre o tema está programada para acontecer nas próximas semanas. A LABRE seguirá com a cooperação com a ANATEL para facilitar o acesso ao radioamadorismo e assim promover seu crescimento em todo o território nacional, como sempre tem feito ao longo de seus mais de 87 anos de existência.

LABRE participa de Consulta Pública do INMETRO sobre EMC

LABRE participa de Consulta Pública do INMETRO sobre EMC

No dia 12 deste mês a LABRE, por meio do seu Grupo de Gestão e Defesa Espectral, registrou a sua contribuição na Consulta Pública do INMETRO na revisão da Portaria relativa aos requisitos técnicos de qualidade dos sistemas fotovoltaicos, onde a Liga defende a inclusão dos requisitos de Compatibilidade Eletromagnética (EMC) com base em normas internacionais com o objetivo de reduzir a geração de interferências ao espectro de radiocomunicações.

A participação da LABRE na Comissão Técnica do INMETRO voltada a esta revisão ocorre há vários anos e, neste ano, tem sido intensa, requerendo o estudo e aprofundamento em área específica tecnicamente complexa, reuniões do Grupo Focal de EMC da Comissão, análise de inúmeras normas internacionais e estudo de casos no exterior, revisão do extenso documento dos requisitos técnicos de qualidade (RTQ) em vigor (a CP é enorme), preparação de apresentação do Grupo Focal em defesa da EMC em reunião plenária, dentre outras ações.

Todo esse esforço tem sido necessário de forma a permitir uma contribuição tecnicamente correta e convincente em uma consulta pública extensa em setor tão importante, tanto sob o ponto de vista do potencial gerador de interferências, como pela importância desta forma de geração de energia, especialmente no momento de crise hídrica e energética por que passa o país.

O trabalho da LABRE nesta CP é, portanto, de suma relevância para a defesa não só das condições de funcionamento do serviço de radioamador, mas, sobretudo, em defesa de toda a sociedade brasileira altamente dependente da Compatibilidade Eletromagnética entre setores como o de geração de energia, o de telecomunicações, a “Internet das Coisas”, sistemas de suporte à vida (aviação, eletromédico etc), dentre outros. O INMETRO também recebeu manifestações de outros setores da sociedade e avaliará as contribuições para redigir a nova regulamentação.