Centenário da “Vovó” Alda, PP5ASN: os parabéns da LABRE

Centenário da “Vovó” Alda, PP5ASN: os parabéns da LABRE

Hoje, 18 de maio de 2020, é um dia muito especial. Há exatos 100 anos, nascia em Joinville, SC, Alda Schlemm Niemeyer, que mais tarde adotaria o indicativo PP5ASN. Pela passagem de seu primeiro centenário de vida, pelo exemplo de vida pessoal, pelos serviços prestados como radioamadora à sociedade, destacando-se especialmente pelo auxílio prestado durante as enchentes na região de Blumenau no início dos anos 1980, a LABRE parabeniza nossa querida “Vovó” Alda. Feliz Aniversário!

Uma bela homenagem em vídeo:

 

Para os que ainda não a conhecem, eis um documentário que conta a história de sua atuação na tragédia de Blumenau, e após, um texto do colega Ivan Dornelles, PY3IDR, sk:

 

Vovó Alda, como é carinhosamente conhecida no meio radioamadorístico, nasceu em Joinville, em 18 de maio de 1920, e cresceu em Curitiba-PR. Quando moça foi à Alemanha fazer cursos de aperfeiçoamento. Estourando a segunda guerra mundial, ela, sua irmã e sua mãe, lá permaneceram durante nove anos, sem poder retornar ao Brasil e à sua família. Durante a segunda guerra mundial trabalhou como enfermeira com um cirurgião-dentista, e também como enfermeira da Cruz Vermelha. Casou-se em primeiro matrimônio na Alemanha, e teve três filhos. Em 1945. retornou a Curitiba-PR. Separada e posteriormente viúva, casou-se então com o médico Dr. Érico R. Niemeyer, com quem teve outros três filhos. Alda é avó de 13 netos.

Dr. Érico e Alda Niemeyer passaram a residir em Blumenau, o que já fazem mais de 40 anos. Alda tornou-se blumenauense de coração, por anos de trabalhos junto à comunidade, tanto na área social como cultural. Durante os anos de intensa atividade de seu marido como médico, Alda o acompanhou. Inicialmente atuou ao seu lado como enfermeira, depois trabalhou em obras assistenciais. Já foi professora de yoga.

Nos anos 70 descobriu seu maior hobby: radioamadorismo. Desde 1976 pertence ao Clube de Radioamadores de Blumenau, como membro ativo, exercendo vários cargos. Participou da primeira expedição feminina realizada no Brasil, ocorrida na Ilha Comprida-SP, próximo à cidade de Iguape-SP, durante o período de 29 de outubro a 02 de novembro de 1998, com o Indicativo de Chamada PS2S para CW e PR2YL para SSB, juntamente com as radioamadoras Elza Cobra de Moraes – PY2DHP, Afonsina Teixeira Salema – PY2ATL, Adriana Gabardo – PY5NT, Therezinha M. A. Félix Cardoso (Teresa) – PT2TF, Alexandra Blumtritt – PY2KTT e Arilda Gabardo – PY5OA.

Como radioamadora tem se destacado na divulgação da vida e obra do Padre-cientista Roberto Landell de Moura, a nível nacional e na Europa, tendo traduzido para o alemão o livro de B. Hamilton Almeida sobre Landell de Moura, com o título “O outro lado das telecomunicações – A saga do Padre Landell”. O livro foi lançado em Dortmund , Alemanha, em maio de 1995.

Graças a ela, radioamadores da Alemanha e Áustria passaram a conhecer a vida e obra do nosso Padre-cientista Roberto Landell de Moura e sua importância no mundo das telecomunicações. É membro da Ordem de Radioamadores Padre Roberto Landell de Moura, estação-chave 97. Pelos trabalhos efetuados para divulgar o nome e obra do Padre Roberto Landell de Moura, foi distinguida com a comenda da Ordem de Radioamadores Padre Roberto Landell de Moura.

Entretanto, em sua humildade, considera o seu mais importante trabalho como radioamadora aquele que vivenciou durante os anos de 1983 e 1984, quando Blumenau foi quase destruída por duas trágicas enchentes. A sua coragem como mulher e radioamadora encontra-se descrita em “S.O.S. Enchente – Um vale pede socorro”, livro publicado em 1995, obra da qual é co-autora. O livro é um fiel e magnífico relato documental e fotográfico das atividades radioamadorísticas nos duros dias em que Blumenau-SC esteve à mercê das águas. Por certo uma obra documental desta magnitude não pode faltar na biblioteca de nenhum radioamador.

Alda tem participado do grupo de teatro amador do Centro Cultural 25 de Julho, colaborando nas montagens de peças em lingua alemã. É uma defensora convicta das tradições germânicas e apaixonada pelas artes. Vovó Alda é pessoa de extraordinária cultura e dona de contagiante entusiasmo. Para todos os seus amigos tem sempre uma palavra de ânimo e uma solução para suas apreensões. Carismática e comunicativa, Vovó Alda mora no coração de muitos blumenauenses. Seu lema é: “com um sorriso se abrem todas as portas”, e quem a conhece sabe que assim ela age e assim obtém a simpatia de todos que com ela convive.

Ivan Dorneles Rodrigues – PY3IDR

ZW85LABRE

ZW85LABRE

A LABRE solicitou e foi outorgado o indicativo especial ZW85LABRE, que terá validade de 01/02/2019 até 31/03/3019.

É nossa intenção fazer o maior número de contatos possíveis, em todas as bandas e modalidades.

Estamos aguardando receber a licença, mas a mesma já consta na página da ANATEL, https://sistemas.anatel.gov.br/easp/Novo/ConsultaIndicativoEspecial/Tela.asp

PT2ADM Gustavo, criará e será o gestor de um grupo de WhatsApp, para gerenciar a utilização do ZW85LABRE

A utilização o ZW85LABRE, será por radioamadores indicados pelas Estaduais da LABRE, mediante envio do nome, indicativo e número do WhatsApp dos indicados que serão cadastrados no grupo, que terá exclusivamente a finalidade de coordenar o início e  final de operação, a banda e a modalidade, pra cada operador

O grupo será automaticamente extinto, tão logo termine o período de validade da licença.

Dulce Island, 14 radioamadores incluindo PY2PT Ricardo

Dulce Island, 14 radioamadores incluindo PY2PT Ricardo

Portanto, depois de 10 anos da última expedição, a jornada para Ducie (http://www.vp6d.com) tem início em outubro de 2018, contando com 09 radioamadores americanos (K3EL – Dave – líder da expedição / K5GS – Gene – co-líder e tesoureiro / W2LK – Les – co-líder / N6XG – Walt / N6HC – Arnie / N6WM – Chris / W1SRD – Steve / WA6O – Mike / N7QT – Rob); um brasileiro (PY2PT – Ricardo); um da Nova Zelândia (ZL3CW – Jacky); um da Alemanha (DJ9RR – Heye); um da Hungria (HA0NAR – Laci); e, um da Ucrânia (UT6UD – Vadym).

Ducie_PY2PT

IARU Região III comemora 50 anos com indicativo especial!

IARU Região III comemora 50 anos com indicativo especial!

IARU Region III celebrates 50 years with a special call sign!

50 years ago, on the 12th April 1968 a Regional arm of the International Amateur Radio Union, IARU Region 3, was established in Sydney.

The IARU itself came into existence on the 14th April, 1925, at the Faculty of Science, Paris University, where a congress made up of representatives from a number of world-wide amateur radio organisations met to form a united voice for wireless experimenters.  This was, a truly far sighted move by those involved!

The need for such an organisation was just as great then as it is now.  Then, wireless communications was on the cusp of rapid change, largely brought about by the opening up of the short wave bands and the introduction of broadcasting.  Today we have to contend with even more intense demands, particularly on our spectrum allocations – the very necessary ‘parklands amongst the industrial world’ in which we need to survive!

Region 3 comes into existence.

In April 1968, representatives from Japan, the Philippines, New Zealand and Australia met in Sydney to establish a Region 3 organisation.  Other countries, Ceylon, India, South Korea, Thailand, and Hong Kong indicated their support for the meeting but were unable to attend.

At this meeting, it was decided to proceed with a Region 3 Association and establish an interim Directorate of five, representing the countries present.  They were appointed to legally act for the Association until the Plenary (all inclusive) meeting which was scheduled for Tokyo in 1971.

Region 3 Today.

Like most amateur radio involvements, the voluminous hard work is carried out by volunteers.  Indeed our hobby would not exist if it was not for dedicated volunteers throughout the amateur ranks who give so freely of their time and expertise for the benefit of all.  Regional activities are no exception and can be even more stressful due to the distances involved, language differences, let alone the often diametrically opposed points of view of some country’s authorities.

From the humble beginnings at the Inaugural meeting in 1968, IARU Region 3 now has 39-member countries and to help celebrate the formation 50 years ago, the WIA has been able to secure a special call sign VI50IARU3 which will be valid for four days only from 0001UTC 12th April until 2359UTC 31st August 2018.  Should you wish to make use of the callsign please email trainsafe@silvertrain.com.au to express interest.

Every radio amateur needs the IARU!