Warning: file_exists(): open_basedir restriction in effect. File(/home/labreor1/public_html/wp/wp-content/uploads/et_temp/ant-sat-150x150-40626_1080x675.png) is not within the allowed path(s): (/home/labre/:/tmp:/opt/remi/php74/root/usr/share:/usr/local/php/7.4/lib/php:/usr/share:/etc/pki/tls/certs:./:/dev/urandom) in /home/labre/www/wp-content/themes/Divi/epanel/custom_functions.php on line 1488
Oficina sobre Satélites Radioamadores

Oficina sobre Satélites Radioamadores

Oficina sobre Satélites Radioamadores

O Grupo de Comunicações Espaciais da LABRE/AMSAT-BR promoverá sua primeira Oficina sobre Satélites Radioamadores. Será no dia 7 de maio de 2017 no Centro Max Feffer na cidade de Pardinho/SP.

A oficina ensinará princípios e técnicas úteis na montagem de uma estação terrestre para receber sinais dos futuros satélites geoestacionários com transponders do Serviço de Radioamador por Satélite.

Serão abordados assuntos como Rádio Definido por Software (SDR), o funcionamento do LNBF, gerador de 10 GHz de baixo custo para testes, antenas parabólicas, apontamento e recepção do satélite, funcionamento de transponders e espectro eletromagnético.

Será ainda oferecida gratuitamente uma antena parabólica offset com 1,2 m de diâmetro aos participantes que cumprirem as orientações expostas no site da AMSAT-BR.

Não perca esta grande oportunidade se reunir com os praticantes de comunicações espaciais e trocar informações para o desenvolvimento de sua estação.

Informações e inscrições em: http://www.amsat-br.org

Foto: Radioamador William Schauff, PY2GN, um dos organizadores do evento, com antena offset que será utilizada na oficina.

http://www.facebook.com/labregde

LABRE-MT desmantela interferência na repetidora de Cuiabá

A LABRE- Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão do estado de Mato Grosso, identificou o equipamento que estava causando a interferência na repetidora PY9MSJ que atende toda a baixada cuiabana. A interferência intencional ocorria por meio de “bips” e fonia do emissor de forma a denegrir os usuários homologados pela ANATEL, com xingamentos e interferindo nos comunicados.

Após cerca de 30 dias consecutivos desta ação, os radioamadores da baixada cuiabana se empenharam em fazer uma operação “caça a raposa”. Muitos colegas usaram seus equipamentos para rastrear o sinal emissor na capital Cuiabá-MT e na cidade vizinha de Várzea Grande-MT, porém sem sucesso. Então, a diretoria da LABRE, munidos de uma antena direcional e um rádio portátil “all-mode” de VHF, puderam rastrear a origem do sinal malicioso e mapear a proximidade e a origem do sinal. Com base nestas coordenadas a Labre-MT formalizou uma denúncia no sistema Focus da Anatel- Agência Nacional de Telecomunicações, órgão competente da União para outorgas e fiscalização do espectro. Também protocolou junto à agência da Anatel em Cuiabá-MT um pedido de urgência, para que o responsável fosse identificado e o sinal desligado.

Passando-se alguns dias, nenhuma ação foi tomada pela Anatel, por motivos desconhecidos. Então a equipe resolveu sair a campo e agir, identificando o sinal de partida no município de Santo Antônio de Leverger-MT, distante cerca de 30 quilômetros de Cuiabá-MT e 65 quilômetros da recepção de nossa repetidora. Na ocasião foi solicitado o apoio da Policia Militar de Gato Grosso em Santo Antônio do Leverger-MT, que prontamente deu todo suporte para que a situação ocorresse dentro dos aspetos legais. Ao chegar no local rastreado, uma chácara na zona rural da cidade, o caseiro autorizou a entrada dos policiais e foi identificado um rádio HT ligado e ativado na frequência de entrada da repetira PY9-MSJ.  De forma intencional o equipamento estava acoplado a um telefone celular que enviava ao HT um sinal intermitente na frequência de 146.110Mhz, com subton de 203.5 khz, justamente na frequência de recepção e abertura da repetidora, o que evidenciou a má fé do usuário.

O caseiro da chácara alegou aos policiais militares que  não tinha conhecimento de que havia tal aparelho causando interferência e relatou que os equipamentos eram de seu cunhado. O proprietário dos equipamentos é um técnico em eletrônica, conhecido de alguns colegas radioamadores. O mesmo foi chamado ao local pela Policia Militar e deu algumas explicações a respeito do ocorrido. Foi lavrado um Boletim de ocorrência na unidade de policia local e todas as foram informações anexadas à denúncia na Anatel através do site e uma cópia recebida pela delegacia de Polícia Civil local.

“O objetivo da LABRE  foi identificar o autor das ofensas e desmantelar o sinal que causava interferência em nossa repetidora, que é largamente usada pelos radioamadores da região. As possíveis sanções administrativas ou penais cabe a Anatel, que até o momento não se manifestou, mas acreditamos que o fará em breve” lembra o presidente da LABRE, radioamador Cláudio Guolo.

A LABRE agradece o apoio da 3ª CIPM de Santo Antônio de Leverger que nos auxiliou neste procedimento sempre com atenção aos aspectos legais, do flagrante do uso indevido do equipamento. Agradecimento também aos colegas que ajudaram na operação.

Equipe Labre-MT

Repeaters of AMRASE for 2016 Olympics coverage in the XLX 766 A VHF

We inform the amateurs who will visit the Olympic Games 2016 we are making available a network of repeaters DSTAR to better serve everyone.
Frequencies: Repeaters of AMRASE for 2016 Olympics coverage in the XLX 766 A
VHF
146.670 -600 C PY1MRE PY1MRE G Location: Morro da Pena – COVERAGE West Zone and
North Zone of
144.930 Simplex PY1JP C Location: Copacabana – Coverage – Zone South
146.950 -600 C PY1RSU PY1RSU G Location: Sumaré  – Zone Coverage – Central and part of north and south
 UHF
439.950 -5000 PY1RSU B PY1RSU G Location: Sumaré Morro Coverage – Downtown Area and part of north and south
439.875 -5000 PY1MRD B PY1MRD G Location: Serra do Mendanha – Coverage – West Zone and North Zone of
439.825 -5000 PY1MRH B PY1MRH G Location: Pico do Couto  – Coverage – Downtown Area and part of north and south
DCS766          xlx.amrase.org.br
REF766          xlx.amrase.org.br
XRF766          xlx.amrase.org.br
XLX766         xlx.amrase.org.br A to Peers
Modulo B Regional
Modulo C Regional
Modulo A international
E-mail:dstar@amrase.org.br
Informamos aos radioamadores que irão visitar os jogos olímpicos de 2016 que estamos disponibilizando uma rede de repetidoras DSTAR para melhor servir a todos.
Frequências: Repetidoras da AMRASE para cobertura das olimpíadas de 2016 no XLX 766  A
VHF
146.670 -600 PY1MRE C PY1MRE G Localização: Morro da PENA Cobertura- Zona Oeste e parte zona Norte
144.930 Simplex PY1JP C Localização:  Copacabana – Cobertura –  Zona SUL
146.950 -600 PY1RSU C PY1RSU G Localização: Sumaré Zona Cobertura –  Centro e parte zona norte e SUL
UHF
439.950 -5000 PY1RSU B PY1RSU G Localização: Morro Sumaré Cobertura – Zona Centro e parte zona norte e SUL
439.875 -5000 PY1MRD B PY1MRD G Localização: Serra do Mendanha Cobertura – Zona Oeste e parte zona Norte
439.825 -5000 PY1MRH B PY1MRH G Localização: Pico do Couto – Cobertura – Zona Centro e parte zona norte e SUL
DCS766          xlx.amrase.org.br
REF766          xlx.amrase.org.br
XRF766          xlx.amrase.org.br
XLX766         xlx.amrase.org.br A to Peers
Modulo B Regional
Modulo C Regional
Modulo A internacional
E-mail:dstar@amrase.org.br
Mudanças na Rede D-STAR Brasileira

Mudanças na Rede D-STAR Brasileira

Mudanças na Rede D-STAR Brasileira

O Instituto de Radiocomunicação e Pesquisas Aeroespaciais, o qual é também conhecido pelo seu nome de fantasia AMRASE foi fundada em 2006 sendo uma entidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter científico e de interesse público, inscrita no CNPJ sob o nº 08.497.503/0001-26 e sediada na cidade do Rio de Janeiro e atuação em todo o território nacional.

Sempre pensando em levar aos radioamadores brasileiros o que há de mais moderno em nosso hobby e preocupado com os avanços das diversas tecnologia que vem sendo disseminado no Brasil no que tange ao DMR ,D-STAR e C4FM , esta equipe de pesquisadores disponibiliza seu mais novo modulo, que além de reunir o já conhecido D-Star, tem como principal objetivo a fusão dessas novas modalidades.

O XLX-766, sistema multiprotocolo fará a convergência disso tudo, para isso nossos pesquisadores já encontram-se em estudos de interligar os demais protocolos o mais breve possível.

De imediato, podemos dizer que já podem acessar nossa rede no XLX adicionando em seus respectivos arquivos de configurações as seguintes linhas para as respectivas opções:

DCS766                xlx.amrase.org.br

REF766                 xlx.amrase.org.br

XRF766                 xlx.amrase.org.br

Fica a critério de cada usuário escolher o protocolo que deseja usar. DCS766 , REF766 ou XRF766.

Para o Refletor REF018 B , não houve nenhuma mudança permanecendo as mesmas configurações de acesso  e os mesmos colaboradores.

Equipe de Rede DSTAR e DMR da AMRASE

www.amrase.org.br E-mail: dstar@amrase.org.br e suporte@amrase.org.br

Fonte: PY1IBM, Sales