Ricardo Benedito – PY2QB lança a versão 2021 do Estudo sobre o Radioamadorismo no Brasil, com dados oficiais da ANATEL, com base em julho/2021, que indica quantos são os radioamadores e radioamadoras e em quais estados brasileiros habitam. A LABRE está publicando em primeira mão o trabalho.

Como na primeira edição (2020), esse minucioso levantamento, composto por diversos gráficos estatísticos, traz importantes informações para os adeptos do radioamadorismo em geral, e também serve para readequar políticas de soerguimento na atividade por parte das entidades associativas ou credenciadas ao radioamadorismo de emergência.

Dentre as principais conclusões do estudo, viu-se o pouco crescimento no número de radioamadores nos últimos anos e em especial após o início da pandemia; a grande prevalência de radioamadores no sexo masculino e na classe C em relação às outras classes e sua desigual distribuição entre os estados; a grande concentração de estações nas capitais, com poucas exceções; e o relativo pequeno número de radioamadores no Brasil quando comparado a outros países de dimensões parecidas. O autor também sugere ações que poderiam ser tomadas para tentar minimizar estes problemas.

A LABRE novamente agradece ao colega Ricardo PY2QB pela oportunidade de publicar em primeira mão o seu estudo, que mais uma vez será de grande valia para avaliarmos melhor a situação do radioamadorismo brasileiro e propormos ações para melhor fomentar seu desenvolvimento, além de muito auxiliar nas nossas tratativas junto à ANATEL.

Ricardo, que é professor do Curso Engenharia de Energia da Universidade Federal do ABC, tornou-se radioamador em 2020 já nessa nova sistemática da ANATEL de aplicação de provas online, em virtude das medidas sanitárias do Covid-19, obtendo o indicativo de chamada PU2RKA, correspondente à Classe C. Ainda em 2020, logo que a ANATEL disponibilizou provas online à Classe B, Ricardo foi um dos primeiros no Brasil a ser aprovados nos exames, passando desde então a utilizar o indicativo de chamada PY2QB. Apesar de relativamente novato no radioamadorismo, ele já é um grande entusiasta do “hobby” e multiplicador da atividade, tanto via rádio quanto pelo seu canal “Caçador de Repetidoras” no YouTube, assim como nesse seu completo trabalho  disponibilizado em primeiríssima mão por meio do site da LABRE, no seguinte link: https://labre.org.br/wp-content/uploads/2021/08/RADIOAMADORES_2a_EDICAO-2021.pdf

 

RADIOAMADORES_2a_EDICAO-2021